*As piores empresas para se trabalhar – Os piores chefes para se ter

 

  As piores empresas para se trabalhar                                             Os piores chefes para se ter

A limitação humana entre os cargos de liderança dentro das empresas chegou a uma proporção tão avassaladora que esses mesmos líderes contentam-se com tão pouco que acreditam ser felizes.

Hoje as empresas acham que cumprir com sua obrigação, como por exemplo, pagar o salário dos seus funcionários em dia faz dela uma boa empresa, porém se o funcionário fizer apenas sua obrigação contratual ele é dito como um mau funcionário por não ser proativo, e o pior não é essa concepção errada, mas sim saber que aquele que chefia (e não lidera) engole essas ideias como factuais a ponto de ainda querer levá-las adiante, fazendo com que toda uma equipe aceite essas ideias.

Hoje estar empregado tem que ser sinônimo de estar feliz, mesmo que se conviva em um ambiente desorganizado, sem estrutura ou até sem valores.

Ser cobrado por uma assertividade de cem por cento apesar de um treinamento medíocre, é normal.

Ter atribuições não pertinentes ao seu cargo, é aceitável.

Sofrer assédio moral de vez em quando, acontece… Em contrapartida ter que sempre estar bem apesar de qualquer inconveniência, é imprescindível.

Esse é o cenário do trabalhador de hoje, e ainda assim demonstrar descontentamento com seu trabalho te torna ingrato.

Lidar com situações controvérsias é o mais corriqueiro dentro das empresas e se um colaborador se cansar de calar-se, consentir ou de viver um falso contentamento, automaticamente ele deixa de ser o funcionário modelo e passa a ser o funcionário “exigente demais”.

Querer que o local de trabalho tenha condições decentes para não danificar a saúde já o torna em um colaborador “exigente demais”. Sabe por quê? Porque a empresa paga seu salário em dia, situação essa que se torna cômica devida tamanha mediocridade.

Querem trabalhadores melhores, mas não investem em treinamentos, querem produtividade, mas não investem em material de trabalho, querem que “vistam a camisa da empresa”, mas mal vestem o funcionário, intelectualmente, moralmente ou fisicamente.

Sentir-se tão cansado de mais do mesmo, tem se tornado um sentimento coletivo dentro das empresas.

Os superiores hierárquicos “motivam” seus funcionários a base de ameaças.

“Gestores de pessoas” não sabem como utilizar um recurso simples e barato chamado: feedback.

Há grandes empresários “lamentando” não terem condições de oferecer aos seus contratados maiores benefícios devido aos altos valores gastos com impostos.

 Acredito que da mesma forma que é fato que o governo precisa aprender a organizar seus cofres, as empresas precisam colocar na liderança pessoas que realmente saibam gerenciar, priorizar e utilizar suas ferramentas adequadamente.

Mas da mesma forma que o governo não se interessa em ter uma população bem educada e bem informada, me parece que as empresas também não se interessam em ter líderes questionadores que estão incomodados em ficar apenas na área comum, e isso se deve ao fato de que seria justamente essas pessoas que não conseguiriam ver o pagamento do seu salário em dia como um mérito a ser citado para classificar uma empresa como boa, e isso faria com que muitas empresas que hoje estão listadas entre as melhores para se trabalhar perderem seu pedestal.

Lana Novais

7 Comments

  1. BOM DIA!

    DECIDA VIVER SABIAMENTE

    A vida é um presente de Deus. Desde que o pecado entrou no mundo não é fácil viver realizado, alegre, e debaixo de excelentes decisões. Diante de um mundo caótico e que despreza deliberadamente a Deus, precisamos de muita, mas muita sabedoria para decidir o que fazer e o que não fazer.

    Na Bíblia temos o livro de Provérbios que nos ensina a viver de forma sábia nesse mundo. O livro foi escrito visando ajudar especificamente os inexperientes na vida e os jovens. Em Provérbios 1.4 lemos: “Ajudarão a dar prudência aos inexperientes e conhecimento e bom senso aos jovens.”

    Provérbios 1.5,6 diz ainda que “se o sábio lhes der ouvidos, aumentará seu conhecimento, e quem tem discernimento obterá orientação para compreender provérbios e parábolas, ditados e enigmas dos sábios.” Assim, o livro de Provérbios é um manancial de vida não só para os jovens, mas para todos aqueles que desejam viver a vida de forma sábia.

    A fonte principal para viver em sabedoria é o próprio Deus. Salomão afirma em Provérbios 1.7: “O temor do Senhor é o princípio da sabedoria…” A palavra “temor” significa “respeito reverente”. Salomão especifica que para desfrutar das bênçãos da sabedoria nessa vida as pessoas precisam decidir centrar suas vidas na pessoa e na Palavra de Deus. Por rejeitar a Deus e seus princípios, muita gente vive de forma tola e insensata.

    Assim, o livro de Provérbios é um recurso de Deus para que você viva sabiamente essa vida. Cabe a você se dedicar a ler um capítulo por dia e decidir praticar o que estiver lendo.

    Lembre-se do conselho de Provérbios 16.16: “É melhor obter sabedoria do que ouro!” Por isso, busque a sabedoria! Decida viver sabiamente!

    Tenha um bom dia!

    OBS

    Leia, ouça e COMPARTILHE esse “BOM DIA”.

    01 – Para LER este ou outros textos, acesse: http://www.rnavesamorim.com
    
02 – Para OUVIR este ou  outros áudios, acesse:
    http://www.spreaker.com/user/rnavesamorim
    
03 – Para ASSISTIR esse ou outros vídeos vá no site do YOUTUBE e acesse “CAPACITAÇÃO BÍBLICA” e inscreva-se no canal.
    
04 – Para ENTRAR EM CONTATO,  ou receber o “BOM DIA” por What’sApp,  favor enviar uma mensagem para o telefone 62-9-8550-6112
    
05 – Sinta-se livre em compartilhar conosco um testemunho do “BOM DIA” em sua vida e na vida de outros. 

     Roberto Naves Amorim é o idealizador, escritor e locutor do “BOM DIA”. Ele reside em Goiânia-GO e é pastor da ICESO – Igreja Cristã Evangélica do Setor Oeste. Para maiores informações acesse o site http://www.iceso.com.br

  2. Isso me faz lembrat da última empresa que trabalhei, tinha bons superior e péssimos, a melhor de todas que vi brigar por seus atendentes um dia foi dispensada e os péssimos ficaram lá até os dias de hoje. Quem perdeu ? A empresa claro. Que desde o começo visou o lucro e não o aprimoramento de seus funcionários. A começar por um treinamento sem base e dado por uma pessoa que não dominava a língua portuguesa. Tudo isso visando lucro e não formar seres pensantes que mais para frente pudessem questionar o modo de trabalho dessa conceituada empresa. E quando falam dessa empresa tudo que ouço é: o pagamento cai no dia certinho, como se fosse um grande favor isso.

  3. Concordo plenamente , a maioria dos chefes são capatazes , mercenários , carrascos ou ditadores , há tem aquele chefe nota 10 ( vc mesmo ) !
    Nem da para crucificar , pois eles são treinados para tal , visar o lucro sempre esse eo lema dos patrões, esse eo círculo capitalista mundial , para tentar fugir disso o melhor eh trabalhar por conta própria..

  4. Acredito que com essa tal “crise” as empresas estão exigindo cada vez mais dos funcionários com um reconhecimento menor, tanto salário como benefícios , como dito a acima “estar empregado tem que ser sinônimo de estar feliz” , o funcionário é obrigado a trabalhar em um ambiente de péssimas condições pois não sabe ao certo quanto tempo ficará desempregado caso faça alguma coisa, como por exemplo expressar sua opinião sobre o que está errado dentro dá empresa , claro que a empresa aproveitando o a situação explora o trabalhador, sendo assim o funcionário trabalha sem vontade , só por obrigação, a empresa não tem qualidade naquilo que faz , pois os funcionários não estão satisfeitos e o ambiente fica cada vez pior , pois todos são pressionados e pouco recompensados , isso é ruim tanto para o empregador como para o empregado pois ambos saem perdendo.

  5. Sua reflexão é muito pertinente, infelizmente vivemos uma época de estupidez generalizada. Não devemos ficar felizes por ter um emprego, nossa felicidade está no fato de fazermos o que nos faz bem.

    1. A falta de conhecimento, qualificação e outros adjetivos faz as pessoas ficarem alienadas a 1/3 do que foi mencionado.

      Existem pessoas que até hoje não sabem a diferença entre ser profissional ou estar em uma posição profissional pra levar vantagem, por que precisa pagar suas dívidas etc.

      Com sólidos conhecimentos, experiência e no hall realmente está na hora de sair da caixinha e buscar a felicidade começando em se propor a fazer o que nos faz bem e amamos.

  6. Isso me lembra quando trabalhei no sindicato, os funcionarios antigos eram horriveis, porém o chefe era otimo.
    Quando entrei com uma turma nova, tivemos outra filosofia de trabalho e crescemos o sindicato e sempre ganhavamos viagens, festas e etc…isso gerou inveja e infelizmente mais da metade foi demitido(a turma que eu iniciei)
    Entao é o vicio de trabalho, se tu trás coisa boa, a empresa cresce e nao tem tanto estress

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *